Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Junho, 2009

Oz 2 - 5 Zorze

Revelou-me a minha consorte que na Oprah um médico com o nome de Oz recomendou o consumo de dois copos de bebida alcoólica por dia. Fiquei abatido porque hoje não consegui cumprir o objectivo. Comecei bem, quando às 17hoo bebi a primeira imperial, fiz linha aquando do meu primeiro copo de vinho de casta trincadeira pela hora do jantar. Todavia, estraguei a conta com o segundo e terceiro copo de vinho que bebi de seguida e fodi mesmo tudo quando rematei em trivela para um belo uísque de 20 anos.

Cant believe you were once just like anyone else
Then you grew and became like the devil himself
Pray to god I can think of a nice thing to say
But I dont think I can so fuck you anyway

AQUI

. you2 .

10, 9, 8, 7, 6, 5, 4, 3, 2, 1, olha, ouve, morri mais um pouco. Olha, eu e o meu cigarro de filtro frio metálico na boca. 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10 e a renascer por outros breves instantes. "E como é que tu estás?"; "Hmmm, talvez um pouco 4, 6, 3, 7, 2, 6, 8, 2, 7, 4, 3, 2, 4 e por aí fora."; "Curioso, observa como o meu filtro aqueceu como chocolate quente. Já não morro hoje, escapei por mais uma noite enquanto te traço o perfil em contagem estática!"

AQUI

This boy questioned, 'Will I ever, ever make it through?'
Oh but thank god, this boy's back now and he's sticking round to tell you,
That we all fall down, Yeah we all fall down,
But we all stand up somehow?

Yeah you too...
We're all careless

Ali em baixo, depois do post, há o AQUI

Longe do mainstream do alternativo, sem direito a um convite para desfilar na conceituada La Blogotheque, surge aí no panorama musical Charlie Winston, irmão de Tom Baxter - belíssimo songwriter muito no registo da escola de David Sylvian. É certo que Winston não conheceu qualquer sucesso com o Make Way, álbum de 07. Todavia, com Hobo, segundo álbum da sua curta carreira, conquistou a simpatia dos franceses. E, quanto a mim, não há melhor indicador do que os senhores das chocolatines: foram os mesmos, lembremo-nos (!), que aclamaram o Buckley quando, lá está, o alternativo ainda não era mainstream!

AQUI

Abduzidos?

Neste prenúncio de morte de mais de duas centenas de pessoas a bordo do avião francês, seria bem mais reconfortante vermos finalmente desvendada a existência de aparições alienígenas e abduções.

AQUI

Melhor seria do que a morte inevitável no Atlântico

O homem que fui ontem e o homem que serei amanhã.

Pensava que não havia nada pior no mundo do que o trombil da Manuela Moura Guedes, mas existe sim: as mamas da Ana Malhoa!


Para a Playboy n.º4 sugiro:
Ana Lourenço, SIC Notícias