Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Novembro, 2010

Obrigado.

(1)

Estimado Ente querido,

"[M]orrer é apenas um dia que se repete de vez em quando". Ressuscitar, também. Depois... há os outros dias; os que vão da ressurreição à morte, sem que tenham sempre que declinar ou progredir.
O que nos mói e satisfaz é podermos deixar que passem por nós.

Votos de boas mortes e melhores ressurreições!

Com elevadíssima estima.
:)

(2)

Nota: Não encontro espaço vago entre ti e um grande poeta. Gostava de saber escrever cartas de recomendação que espartilhassem o óbvio para que quem te lê admitisse a sua pequenez.

Beijinhos

(3)

Meu querido,

You'll always have the power to start of your heart. It's just
bleeding now, like it bled before, and like it will in the future.
Thing is, you are one of those people capable of starting it of, there
are those who can't, but you can... ;-D

O texto está lindo.

Beijo-te
(...) como é possivel vencermos sem termos o pé na 'lama-de-guerra'?
com o silêncio de um desepero que só se dispara em cativeiro.
como uma explosão de vermelho-sangue-tosco de vontade
morrer é apenas um dia que se repete de vez em quando
numa bélica assimetria de como o amor forçosamente 'é-e-deixa-de-ser' (...)
AQUI
A minha maior qualidade é entender perfeitamente cada uma das pessoas que conheço. O meu maior defeito é não perceber afinal o que elas querem de mim ou que quero delas?! No meu trajecto para uma vida de romantismo e generosidade, talvez esta seja uma pergunta proibida. Sim, acredito que as pessoas não servem rigorasamente para nada. Servem apenas para gostarmos delas.

"Acredito que as pessoas não servem rigorosamente para nada"

AQUI