Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Novembro, 2007

Pedantaria: Sobre tudo e, sobretudo, sobre nada!

Tal como o significado de uma venda é criar a necessidade da sua compra, julgo que o pedentismo surge da necessidade de se criar o preciosismo distintivo que não existe num indivíduo. Assim, e mais vale jogar pelo seguro, assumo não ser mais do que uma criatura de nível intelectual mediano. Espero que esta confissão me valha algum sossego . "O quê? O Zorze é um gajo com um Q.I. normal. O quê? Ele não é um 'intelectualóide de esquerda?", perguntarão os analistas de discurso romanceado. "Não", responderei depois: "Sou mais um tipo que se contenta com o seu bem delineado metro quadrado de existência!"

pedantedo It. pedante adj. e s. 2 gén., pretensioso; afectado; impostor; que ou aquele que faz ostentação de conhecimentos superiores aos que possui.

Cozinha Regional - OU - Poderá uma jovem e bem sucedida executiva gostar de torresmos de porco à beirão?

No meio dos torresmos de porco à beirão, o trolha mirou do outro lado da rua uma jovem e bem sucedida executiva. Cuspiu o pedaço de carne para o meio da travessa e correu o suficiente para a alcançar na esquina. "Olá, olá, olá"! Ela, muito reticente, não lhe respondeu nem à primeira, nem à segunda e nem à terceira. Ele, numa expressão doentia de ódio, tirou um torresmo dos seus bolsos e enfiou-lhe na boca. "Come, é bom. Gostas? Gostas?" Ela cuspiu o naco de carne ressequida para o meio da sarjeta e respondeu: "É bom demais para ser verdade. Enfia-me outro, por favor!"

Vi um casalinho muito apaixonado e pensei...

Perdoem-me os novos amantes que vão sorrindo com a parvoíce própria de um amor ainda imaculado de preocupações e saturações. Os risinhos, os olhares ainda pouco transversais e o pensamento premente-de-qualquer-coisa-como: por ele, "Ai, quando é que esta minha princesinha vai deixar-me mordiscar aquela linda bocetinha" e, por ela, "Mal posso esperar para dar-lhe beijinhos na glandezinha fofinha e rosadinha". O tempo passará até começarem a agilizar a dinâmica das suas fodas. Primeiro, e na evidência de quererem brilhar para o companheiro, fornicarão com preocupação. Ou seja, com receio de não desiludir ou magoar o parceiro. Isto dará origem a quecas verdadeiramente técnicas e sem graça. Quando ganharem experiência e conhecerem os pontos fortes um do outro, praticarão o sexo com pouca inteligência. O carnal. O bom. Mas para que o meu discurso seja falso, e julgo não me enganar muitas vezes, nada disto acontecerá quando já tivermos sido alvos ou feito do amor uma cond…

A invisibilidade.

A dose certa para a invisibilidade não está contemplada no Anarchist Cookbook nem nas páginas dos Dicionários Larousse. A invisibilidade é perdermos parte da imagem projectada. Em contrapartida, é ter-se o discernimento de olhar melhor; de filtrar melhor; de pensar melhor. É amadurecer, perder contemplações ou penas menores. É observar de frente, sem disfarçar a secura da retina/rotina. Qual é, então, a dose certa para a invisibilidade? É estarmos acompanhados, mesmo que a nossa espera seja apenas feita de um nó(s).

A Alice e o meu perfil com insignificâncias significantes.

Quando a Alice me chamou "Coisinho" no preparatório, disse-lhe imediatamente com firmeza e lágrimas nos olhos: "O meu nome é Zorze, Alice!". Ela reformulou a expressão e passou-me a olhar doravante de forma carinhosa. Mais tarde, em largos passos cronológicos, lembro-me de procurar a luz do sol do recreio para encandear os olhos dos professores. De colocar as moedas de cinco escudos na linha do comboio para espalmar as Quinas. De obrigar os carros a pararem na passadeira para atravessar por detrás destes. De ter sido rei em popularidade aquando da minha candidatura com uma das listas na secundária. Já era esperada a perda da minha corrida ao “poleiro”, mas ouvi da bonita e carnuda boca da Alice: “Zorze, meu lindo, não me esqueci de colocar uma cruz no teu nome”.

Contra-argumentação - OU - Os homens são todos iguais = As mulheres são todas iguais

Hoje, felizmente, um indivíduo inteligente consegue perceber que a frase preferida das mulheres ("Os homens são todos iguais") também lhes pode ser aplicada ("As mulheres são todas iguais"). Fiquei muito mais descansado quando isto me passou pela cabeça há uns anos. Vivia iludido e só a minha mãe me tentava convencer de que não era um brutalhão igual a todos os homens. Quando comecei a ter namoradas e a dar quecas é que percebi a 2ª tinha coisas da 1ª, a 3ª da 1ª e da 2ª e por aí fora. Digo-vos: foi um alívio descobrir que, afinal de contas, era um gajo mesmo inteligente e até, imagine-se (!), sensível!

Ei...

- Espera, o que fazes? Não me digas que vais levar a mal ter deixado o frango tostar no forno?! Ah, já sei: foi a conta da EDP que ficou por pagar? Humm... ah, ok... pronto, eu prometo ser mais simpático para a Anabela lá do teu trabalho. Nããããõoooo... pronto, confesso: forniquei a tua irmã à canzana no teu quarto quando nos conhecemos e ela veio-se 2 vezes num espaço de um minuto e meio enquanto me acariciava docemente os testículos...

(Bang, Bang à queima-roupa)

- És mesmo estúpido, cabrão. Não vês que isto é uma bisnaga!?

666.º Congresso das Tecnologias Demoníacas

- Queria falar com o sr. Diabo, por favor.
- Qual é o assunto?
- É um convite para o 666.º Congresso das Tecnologias Demoníacas!
- Dê-me um minuto por favor... (pausa). O sr. Lúcifer está em reunião com clientes!
- Estou a falar com?
- Ermelinda.
- Continua a fazer muito calor por aí?
- Ui, este ano tem sido um verdadeiro inferno...

Michele Mouton: uma inspiração para as mulheres e uma verdadeira bardajona para o meu amigo taxista!

Em Fafe, Michele Mouton "fanfou" com os fafenses! Muitos pensaram que era um "homem com mamas".
Agora aos 56 anos de idade, e retirada há pouco mais de duas décadas do circuito do WRC, onde se tornou a única mulher a vencer aquela competição, Michele Mouton faz parte do "mundo fantasiado do putedo" do meu amigo taxista (post arquivado no mês de Novembro - acho eu...). Se os telemóveis, segundo as suas palavras, transformam as mulheres em verdadeiras putas, o que diria ele desta ex-campeã? Confesso: não me importaria de visualizar as imagens da vitória de Mouton em Fafe (Com Fafe Ninguém Fanfe!), terra onde homem-que-é-homem-é-homem! O que terão pensado aqueles machos latinos e peludos?

Várias hipóteses:

a) Muito bem! Viva a emancipação das mulheres! b) Cum caralho! Aquilo é um homem com mamas! c) Puta do caralho! Para mim, mulheres como ela são todas umas putas! d) (Silêncio, apenas rostos boquiabertos)... e) Eh lá, levavas uma foda, puta!
Tudo isto para dizer o …