Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Dezembro, 2005

Uma questao de metros...

Maria das Dores: Olha, olha, olha (sim, com a devida histeria)... quem é ele!
Laurinda: Quem, caralho?!
Maria das Dores: É aquele da televisão... o, o, o... ai como é que ele se chama?
Laurinda: Ah, já sei... é o...
Maria das Dores: Pois é, filha...

... a 94 metros...

Rogério: É absolutamente válida a sua percepção dos cubículos fechados sobre as consciências das classes mais baixas, o encarceramento das vontades e uma prisão premente para as sociedades sob a direcção de um líder apenas...
Vasco: Pois claro que sim. Que seja válido o desvelo sobre os valores de outrora, entretanto perdidos...

... a 623 metros...

China: Passa pa cá a puta da carteira, cabrão do caralho, filho de uma ganda puta!!!
Bernardo: Ai, não faz com força...

... a 1135 metros...

Miguel: Amo-te, Inês. Amo-te e quero continuar a amar-te assim: muito, muito!

... a 1567 metros...

Zorze: Meu, tenho de encontrar um casa de banho para dar uma mija - estou aflito comó caralho!

Graças a vós, hoje sou cão de rua!

Devido à minha elevada generosidade e respeito pelo próximo, tenho vindo a perder a oportunidade de chamar pelos nomes certos, certos anormais com a mania que são mais do que os outros! Hoje, em paz com aquilo que sou e que posso ser, percebo a minha verdadeira natureza: sou cão de rua e tenho orgulho de o ser! Farto dos pontapés, do escárnio, da falta de carinho de quem mimei, arreganho-vos os dentes!

Nunca mais tentem passar-me a mão pelo pêlo!

Dedicar-me-ei apenas a quem quiser vaguear comigo pelos contentores de lixo.

Molekine

Na minha Moleskine pequena, baú de citações e breves pensamentos, usei corrector na primeira página como, de facto, fosse necessário. A minha Molekine não tem nem terá sentido para ninguém, mas assume uma especial importância para mim. A minha Moleskine viandante: no tempo e no espaço. Porto seguro da minha loucura.

A saber: O que me irrita no fim de um fim-de-semana...

Henrique Cymerman: O "sr." vendido!!!

Sinceramente, não sei como a SIC continua a promover a mentira, deixando que este vendido/tendencioso continue com o seu discurso nojento pró-Israel!


Portugal: a mesma coisa de sempre!

Ao passear por Lisboa, constato que as obras não têm um final anunciado. Com uma capital tão bonita - embora seja tripeiro de gema! -, não percebo a razão de continuarmos a viver no meio do caos e da desordem!


Pânico natalício!

E a prenda para a colega do trabalho?! O presente para este e para aquele... As ruas cheias, as lojas a abarrotar. A única coisa que me preocupa é a união da minha pequena família no Natal - o que não deverá acontecer!


Adormecimento

Depois de uma acesa discussão familiar, tomei consciência: andamos adormecidos! Fruto de uma época que não aquece nem arrefece, deveríamos ser mais genuínos do que somos. A família, porra(!), é preciso salvar a família!


A mesma merda de sempre!

Como é possível termos caído num cinismo gritante. A Time sublinho…

Sempre

Fizemos o luto de mãos dadas. Todavia, mesmo debaixo dos pés sujos com que caminhamos, os nossos corpos continuarão a viver felizes para sempre.

Família Ocidental

Enquanto a família ocidental assiste às notícias e se preocupa com o facto do seu país estar sob a ameaça de um grupo terrorista islâmico, talvez o rebento do clã esteja no quarto a pedir conselhos, via chat, sobre como mandar pelos ares a casa dos pais e ainda como cortar o gato gordo da mãe com um canivete suíço.

Zorze e Canon: amizade para durar!

(Longe de casa e perdido, mas absorvido pelo poder do disparo) - Setembro 2005

Amigo(a), qual é o filme da tua vida? - Dou-te umas dicas a ver se é algum destes...