Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Fevereiro, 2007

Vencedor do World Press Photo

O fotógrafo americano Spencer Platt é o vencedor do World Press Photo do Ano 2006. A sua imagem de um grupo de jovens Libaneses, a conduzirem por um bairro do Sul de Beirute, devastado por bombas israelitas – tirada numa Canon EOS 1DS Mark II – foi escolhida entre um total de 78,083 inscrições.

A síndrome da exploração mecanográfica

REFLEXÃO: Sentirmo-nos desorientados neste mundo cada vez mais globalizado, onde se investe, produz e se compram serviços com o valor do "dinheiro electrónico", aquele que só circula nos discos rígidos, é absolutamente natural! Natural também é que passemos a ser meros "operários electrónicos", números mecanográficos, registados pelo "clique" do relógio de ponto. Mais: Alarmante é a mudança sócio-cultural resultante de uma politica pós-industrialização sem qualquer respeito ou atenção pela dignidade de quem se dispõe a trabalhar e, actualmente, pelo mero indivíduo. Tornou-se uma obsessão ou, melhor (!), uma síndrome, olhar o operário com desdém e, consequentemente, os serviços que este presta a uma empresa são tidos como mera obrigação... QUANDO... ... se cumpre apenas o horário estipulado, o funcionário é acusado de falta de interesse e entrega. ... há essa entrega e se oferece horas à "casa", o operário mecanográfico (desengane-se quem pensa que …

(1) Mais ou melhor (2) O Equilíbrio faz-se de Desequilíbrio Permanente (3) O Despertar de um Serial Killer: eu!

(1)



Mais…
Sentir-se mais por ter uma casa maior.
Sentir-se mais por ter um carro melhor.
Sentir-se mais por ter uma comida aprimorada.

Ou melhor…
Sentir-se melhor por ter uma casa acolhedora.
Sentir-se melhor por ter um carro para si e para a namorada.
Sentir-se melhor por preparar uma jantarada.

(2)

Vamos começando pelas entradas até ao prato principal…
Agressividade = Loucura
. “É a última vez que te aviso. Para a próxima mato-te!”
Perda de Comunicação = Desespero
. “Odeio-te. Nunca ninguém me desiludiu tanto como tu!”
Carência de afectos = Murchar
. “Hoje não celebrei os anos com ninguém.”
Conflito = Tensão
. “Com o vir, acabo com ele.”
Esperando pela sobremesa…
Nova Vida = Conforto da Alma
“Espero por ti aqui fora. Não te preocupes, meu amor.”

(3)

* Post Vencedor do Grande Festival de Postagem de Haddock

Acordei de manhã e apeteceu-me regar a vivenda dos vizinhos com gasolina, pegar-lhe fogo e ver, bem mesmo aqui ao lado, toda a família em pânico a tentar sair da casa em chamas. Enquanto isso, estaria te…

Ensaio sobre Ela.

Ela no PC, na cabeça, na cama, no carro, no trabalho, a sorrir e a chorar, por cima e em baixo, por mim, no feminino, orgástica e eu também. Ela deitada, nua, com roupa, no Verão e em qualquer outra estação, a comer o gelado, a gemer, a falar e a gritar. Ela maternal, fiel, despreocupada, enciumada, corrosiva, agressiva e doce. É assim o meu eterno ensaio de dependência sobre Ela.

John Mayer: o Messias do Blues.

O Novo Blues escreve-se com dois nomes: John Mayer!

Já tomaram consciência da enorme quantidade de músicos de blues conhecidos? Temos o BB King e o John Lee Hooker - os mais populares -, depois outros geniais como Muddy Waters (velhinho, velhinho), Albert Collins, Jeff Healey (nova geração) e Buddy Guy - sem dúvida, o meu preferido – e por aí fora. Curiosamente, apareceu aí há uns anos um puto chamado Jonny Lang - tinha umas 17 "velas" quando se deu a conhecer. Por aquilo que li em algumas revistas da especialidade, este “senhor” injectaria litros e litros de sangue jovial no já bem idoso blues, operando uma revitalização essencial; como, aliás, estivéssemos a falar de fado. Quando a mim, não passou de uma farsa. Porquê? Tentem encontrar o último álbum de John Mayer, Continuum. Em mais de uma centena de trabalhos que ouvi no registo de blues (seguramente!), nunca tinha constatado ninguém a conseguir dar a “volta ao texto” de uma forma tão brilhante. Sem dúvida, uma lufada de …

Desprender.

Não acredito em fachadas ou pretensiosismos da tanga - irritam-me!

Ou agarro-te pelos colarinhos ou tento outra prosa. Mas os carinhos são manhosos e não há tempo a perder. Desprende-te. Nem que para isso não filtre o modo como te olho ou não esboce simpatia pertinente. Ouve de vez: Desprende-te. E mais outra: Desprende-te. Desprende-te da comparação; da competição; das linhas paralelas. Traça outras na gravilha ou cimento. Desprende-te, mas noutra direcção. É um novo sentido de prioridade longe de entupimentos. * Este texto é para ti.

Os telemóveis, os amigos e um estudo pertinente.

Por amor de dEUS, ajudem-me! A minha conta de telemóvel continua a subir tal e qual uma incontornável erecção matinal, resultado dos meus incessantes telefonemas a amigos, conhecidos e outros contactos (crime amadorense, puro e duro). Ainda por cima, dois deles - chulos do caralho!!! - têm este hábito semelhante de me contactarem por SMS... A saber: Fomicidae:Liga-me (sim, lacónico e pouco entusiástico) Milagretes:Liga-me puto (pronto, pelos menos tem a palavra puto)
Segundo o estudo “O Observador Cetelem”, que entre outros dados relativos ao mercado português apresenta resultados referentes ao mercado de telecomunicações, existem 3,26 telemóveis por família em Portugal. O estudo mostra-nos ainda que a aquisição de telefones de rede fixa tem vindo a diminuir. Actualmente, representa apenas 2% dos produtos vendidos no sector de telecomunicações, em comparação com os telemóveis, que representam 83 % das vendas realizadas em Portugal neste sector.

Quem vê caras não vê corações!

"Não te quero alarmar amor, mas tens um chato no meio dos dentes!"

Sabiam que esta jovem rapariga asiática é, somente, a mais conceituada actriz porno japonesa da actualidade? Quem olha para Maria Ozawa não a imagina a fazer broches a torto e a direito e a cuspir sémen a cada 3 minutos, mas é uma verdade-verdadinha!

O Show do Unas, o Gato Fedorento e o sempre petulante e irritante Herman José

Troquei umas quantas palavras com Rui Unas em duas situações. As primeiras foram há uns anos atrás quando o entrevistei e as segundas, bem mais breves, quando fui tocar com a minha banda ao Cabaret da Coxa. Este "senhor" é bem simpático, mas muito mais reservado do que possamos pensar!

Tenho vindo a acompanhar o seu trabalho e devo confessar que o Show do Unas é, quanto a mim, o programa mais bem conseguido da televisão portuguesa. Os textos são hilariantes e o cenário não existe. Para quê?

Num momento em que o Gato Fedorento está em alta, espero que as pessoas também dêem o devido valor ao Rui Unas. E agora vem o petulante do Herman José meter o bedelho outra vez no bom humor que se começa a fazer em Portugal- foda-se, por que razão o raio do Alemão não some de vez para o seu país de origem!

Agradecer-Te.

Ontem, quebraram duas pessoas com as quais partilho um pequeno espaço. A uma morreu-lhe o avô. À outra, a depressão voltou das Caraíbas - pensava que estaria lá bem, no meio da água de coco, mas a senhora-cabrona teve saudades de casa! Mais houve: o dia esteve murcho, a carga laboral voltou a aumentar e, enquanto ser obstinado que continuo teimosamente a ser, umas quantas poucas preocupações tomaram conta do meu extraordinário e musculado cérebro, mas com ligeiros atrofios de fabrico. Hoje volta chover e continuo a bajular essa foda (gosto tanto!) tramada: o saudosismo! Apesar de tudo, volto a agradecer-Te. Prometo tentar não tocar mais no assunto, mas torna-se muito difícil descomprimir de tanta ansiedade. Terei mais fé doravante e prometo respeitar-Te mais.

Parece que as mulheres são todas umas putas!

O inquérito demente tendencioso que me veio parar parar à caixa de correio.

Responda em consciência e liberdade:

1. A uma mulher com dificuldades é a morte do filho que lhe oferecemos?
2. Liberalizar o aborto torna a sociedade solidária?
3. A mulher é mais digna por poder abortar?
4. Uma sociedade que nega o direito a nascer, respeita os Direitos Humanos?
5. É maior o direito da mãe a abortar do que o direito da criança a viver?
6. Sem razão clínica, abortos são cuidados de saúde?
7. Concorda que a saúde de outras mulheres fique à espera?
8. Aborto "apedido da mulher". Há filho sem pai?
9. Quem engravida gera um filho. Mata-se um filho?
10. É-se mais humano às 10 semanas e 1 dia do que às 10 semanas?

Zorze: É pá, vão 'mazé' pró caralho com esses inquéritos tendenciosos de merda. Tirando das entrelinhas as vossas acusações, sim (!), gente do bem e que nunca fez merda na vida, dá qualquer coisa assim - ou não?

1. A uma puta sem guito corta-se o pescoço ao filho!
2. Liberalizar o abo…

(1) Reivindica o teu prémio, alienado (2) Realidade amadorense!

(1)

Os vencedores dos Grandes Prémios da Alienação Zorziana devem indicar o título da obra* (caguem na lista, pois iria perder 7 dias e 7 noites a elaborá-la) que querem receber e a morada para onde deve ser enviado o prémio - eu não adivinho!!!

* Se não tiver o filme ou cd, envio o mais semelhante - não é lindo?

(2)

- Quem é gajo?
- Caga nisso. O gajo só me ameaçou! - tentei eu acalmar o "bicho" amadorense!
- Vou lá e fodo-o todo, filho de uma grande puta. Abro-lhe a cara com tanto pontapé naquele focinho, cabrão do caralho!


A Renatinha de São Paulo é AMADORA - Respect!!!

1ª Grande Entrega de Prémios Alienação Zorziana

Eládio Clímaco:Leidis éne jentelementes. Ui are ire reunitéde tu célebreite de fareste entreigue ofe Prémios Zorzianos. Madames ê missioures. Nu somes reinu pure cêlêbrê le primiére entreigue dos Prémios Zorzianos. Senhores e senhores. Estamos reunidos para celebrar a primeira entrega dos Prémios Zorzianos.

(Palmas...)

Antes de anunciarmos os vencedores, queremos projectar na tela gigante as mamas de eleição de Zorze Zorzinelis: as da Penélope Cruz.


“Gosto mais das tuas mamas do que ovos escalfados com ervilhas” (Zorze).

Bom, chegou o momento tão ansiado. Como é natural, nem todos os alienados puderam ganhar. Como tal, vamos destacar com a devida honra quem ficou pelo caminho. Distinção UN CERTAIN REGARD para os 5 textos temáticos de… Chat Noirrrrrrrrrrrrrrr!

(1)

À RIEN
Galardão Zorziano para Melhor Post: Originalidade/Tema Livre

"Le chat semble mettre un point d'honneur à ne servir à rien,ce qui me
l'empêche pas de revendiquer au foyer une place meilleure que celle du
chien"…

Senhores e senhoras...