Avançar para o conteúdo principal

Duras verdades e um disco externo.

Hoje o miúdo confundiu o livro de Zamiatine com o disco externo da WD e ao pegar-lhe com as suas mãos minúsculas deixou-o cair ao chão. Perante a atrapalhação, mais não fiz do que cagar verdadeiramente nos meus mais de 60 gigas de música armazenados naquela rodela gostosa, como diria o meu efémero amigo Carlos Pinto Coelho. Ser pai é isto, julgo eu. E, já agora, e bem a propósito, comi coelho ao jantar e o meu fedelho arrebatador também quis. Daí a dúvida que me assaltou: «Foda-se, mas eu prometi um coelho ao puto para os seus 3 anos e agora estou a antecipar-lhe o presente espetado no meu garfo?». Pelo menos, gostou do sabor. Agora resta saber se gostará de brincar com ele e tratá-lo com respeito.

"Hoje descobri que, afinal de contas, o Noddy é taxista. Foda-se que puto de azar o do puto! Antes fritar rissóis para fora"

AQUI *

* Martina Topley Bird é uma coisa... até teria a mesma profissão do Noddy para poder ouvi-la a 3,2 cm dos meus ouvidos.

Comentários

  1. bem, sempre há pesadelos piores: fritar rissóis no banco de trás de um táxi com a Martina Topley Bird a cantar no bando da frente, a ser conduzida pelo noddy e, não poder ouvi-la, com o puto a buzinar e a gritar: abram alas para o Noddy mais o chavascal que a fritadeira fazia pelos pneus acertarem nos trilhos dos electricos a chegar ao fluvial. e o coelho dá um trabalho do caraças: a tratar, não a temperar!

    ResponderEliminar
  2. já tive: "Não torturem os animais e o resto" :)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Die Liebesbriefe einer portugiesischen Nonne

Gosto mesmo deste registo de mamas!

Tinha, talvez, cinco anos quando vi a Ana Zanatti e as suas amigas freiras em cenas lesbianas e, naturalmente, vem daí o despertar precoce da minha libido.

Só consegui a capa do filme em Inglês. Sorry...

Rapsódia contemporal-conceptual - OU - Ya, Zé

Onde é que se liga aqui este megafone?... Ouçam: artigos pequenos e outros um pouco maiores com mais de 80% de mínima importância. O tapete, o cristal, os dourados. Ai, como são lindos os dourados! Os saldos! Ui, dEUS meu, já começaram? Pretexto. Vamos já, vamos já! Quero ver essa selectividade minimalista dos espaços decorados sem nada. Os dias da reinvenção. Presunção. Sei mais do que tu! Eu sim, sou especial. Antena e o tempo. Vem de onde? Massamá! E o que nos traz hoje? Venho cantar Celine Dion em português. Escolha ousada. E porquê a Celine? Ai, é simplesmente linda: sempre foi! Dias de festejo. Kizombada depois da lambada lambuzada ao seu tempo. 2 tempos. 4 tempos. Motores potentes. A tecnologia gritante. Si, cariñoooooo! Iphones, S8's, S9's, 5 Mini S´s. Fodeu! É assim que se diz? Depende do que queres dizer!? Quem? A mulher, o patrão, o empregado, a amante turbinada, o senhor do banco? Tenho certezas, tenho opiniões. Como diziam os outros, já sei namorar e beijar de bo…

Como pode um homem sem escrúpulos fornicar a sua amiga lésbica?

Embriagados e fumados, dois amigos estendidos no chão da cozinha. . .

Amiga: Qual é o meu problema em gostar de gajas?
Amigo: O problema é que se não fosses lésbica já teríamos um programa melhor do que ficarmos a arrefecer no chão.
Amiga: Não te preocupes. Posso sempre dar-te um xi-coração.
Amigo: Olha, já cheiraste este lenço?
Amiga: O que tem?
Amigo: Cheira!
Amiga: Está bem. Humm… bah, cheira a… a… a… hospital…
Amigo: Diz antes a sonorífero!