segunda-feira

A tolerância de Borat


Kazakhstan - Muslim (47%), Russian Orthodox (44%), Protestant (2%)

As caricaturas do profeta Maomé e Borat: Cultural Learnings of America for Make Benefit Glorious Nation of Kazakhstan. Que similitudes haverá? Muito honestamente, penso que só mesmo a tolerância! Quem não esboça, sequer, um sorriso com a personagem idealizada por Sacha Baron Cohen é porque não vê o quão aprimorado soa esta paródia, carinhosamente dedicada à arrogância do Uncle Sam! Sem falsos pudores, aproveitemos o mesmo fôlego com que nos deliciámos a ver as caricaturas de Maomé (responsabilidade do diário dinamarquês Jyllands-Posten) para nos divertirmos, a valer (!), com este ultra-corrosivo Borat.

21 comentários:

  1. Fantastico o film,pena que foi proibido em alguns pais como na RUSSIA... a liberdade de expressao ainda nao existe em todo o lado...
    gosto muito deste cantinho zorze

    ResponderEliminar
  2. Muito obrigado, companheiro brigada! É curioso que a sala ñ estava muito cheia, atendendo à publicidade que o filme teve!

    ResponderEliminar
  3. Como tu me disses-te realmente aqui não estamos de acordo. Mas as amizades também de fazem disso.

    ResponderEliminar
  4. Tens razão, não é por esta razão insignificante. Abraço!!

    ResponderEliminar
  5. Ainda não vi o filme porque não estive cá mas deve ser corrosivo, uma coisa me saltou a vista, tu não es o Borat pois não? Muito similares...(estou a pensar)...

    ResponderEliminar
  6. infelizmente ainda não o vi. só mesmo pequenos excertos na tv. a cena das polaroids da mulher dele é demais...

    ResponderEliminar
  7. Deliro com o Borat, mas não sei se tenho coragem de ver um filme inteiro..Já agora, Obrigada Gaijo prestável!

    ResponderEliminar
  8. Bora(t) lá ver o filme! Só espero que tenha humor q.b. Tudo o que é demais enjoa!

    ResponderEliminar
  9. Tenho de ir ver! Sou fã do palhaço! Abç.

    ResponderEliminar
  10. O homem não só tem graça como tem miolo!

    Abraço.

    ResponderEliminar
  11. hehe exe tipo eh d+, lool
    =)
    bjts!

    ResponderEliminar
  12. Exmo Sr Dr Zorze

    Ainda não vi o filme...mas espero ver dentro brevemente :P

    ResponderEliminar
  13. acho que humor requintado é a palavra que se encaixa melhor...

    ResponderEliminar
  14. O homem tem pinta não haja dúvida!
    Já vi a apresentação e sem dúvida irei ver o filme o mais rápido que possa.

    Beijos

    ResponderEliminar
  15. Ainda não fui ver mas pelo que percebi da apresentação, é um filme... cómico. Parem de tentar ver em tudo um atentado à religião X ou ao país Y. Tou contigo, Zorze!

    ResponderEliminar
  16. Ainda te surpreendes que a sala não estivesse muito cheia?? Ó homem, és mais crente que eu ;p

    É que apesar da publicidade, não é propriamente um tipo de humor acessível, e como eu já escrevi por aqui, o pessoal não gosta muito de pensar. E para se perceber toda a crítica à sociedade americana é preciso fazê-lo. O pessoal quando vai ao cinema quer qualquer coisa já mastigada e vomitada para entreter o neurónio comatoso que ainda sobra.

    (porra, hoje 'tou cáustica. ou ressuscito a outra ou arranjo outro blog.)

    ResponderEliminar
  17. K: Sim, mas acho que este já vem um pouco mastigado - um nadinha só. *

    ResponderEliminar
  18. Não me digas isso caroço que fico já desiludida. Ainda não vi o filme, contudo estava com receio disso. Espero mesmo que seja só um bocadinho. (mas isso ainda é pouco para quem não tem dentes...ai onde a minha cabeça já ía! estou mesmo mal hoje.)

    ResponderEliminar
  19. Primo,irei ver o Borat a um cinema perto de mim!
    bjs
    p.s adorava a outra personagem dele, o colorido rapper.

    ResponderEliminar
  20. O Ali-G, não é, prima?! Beijos *

    ResponderEliminar