Avançar para o conteúdo principal

A nossa carne por detrás da nossa pele...



Se não fosse a pele, a nossa carne seria retalhada aos bichos. Desprotegida, em posição fetal, com um holofote quente a incidir no desgaste dos seus nervos e músculos. Crestando, tisnando e amolecendo. Servida e ingerida sem deguste.

Comentários

  1. olá. Gostei do teu blog. SP

    ResponderEliminar
  2. olá. o seu blog é estranho. CH (não, não é a carolina herrera... querias!! também já é velhota...)

    ResponderEliminar
  3. SP: Também eu do teu; mas peludo porquê, amigo?

    CH (Caríssimo Haddock): Comé? Props, camaradazão!!!

    ResponderEliminar
  4. Zorge: porque peludo?? risos... Porque tenho muitos sítios bem peludos.... SP

    ResponderEliminar
  5. SP:

    Lolada; ouve, é Zorze, pá (!), e não Zorge... se bem que tb tinha potencial este pseudónimo. E a cena dos pêlos já é uma cena do tempo do grande Tony Ramos.

    ;)

    ResponderEliminar
  6. Desculpa, Zorze e não Zorge! Lol. Não concordo contigo, desculpa!!! O Tony Ramos não seria o Tony Ramos se não fosse o "macaco" que é. E eu acho ridículo essa moda feminina dos homens se depilarem TOTALMENTE, como barbies e fofas deslumbrantes!!! Bahhhhhhh :) Mas, enfim, gostos não se discutem. Mas um homem peludo tem outro, como dizer... encanto? sensualidade? virilidade?

    ResponderEliminar
  7. SP (Sempre Peludo):

    Amigo, o meu código genético levou-me então parte da masculinidade. Mas, e lembro-me agora que podíamos fazer um referendo blogueiro sobre esta pertinente questão: pêlos ou não?

    ResponderEliminar
  8. Amigo: viva então a masculinidade!!! Sem paranóias! E já estou a tratar disso, desse referendo blogueiro! Para a semana conto "editar" um pequeno questionário sobre a questão dos pêlos... E não esqueças de deixar a tua opinião no meu blog sobre o meu blog... uma critica, uma sugestão, o que queiras!

    ResponderEliminar
  9. Já te deixei um comment; avisa aquando desse referendo!!! Abraço!

    ResponderEliminar
  10. Obrigado! Serás sempre bem vindo ao meu sítio peludo. Lol! Avisarei. Outro abraço...peludo....risos...

    ResponderEliminar
  11. ai pelos... que tema tão inestético... pppppppppppfffffffffffff! fui!

    ResponderEliminar
  12. 1 pêlo trálálá, 2 pêlos trálálá, 3 pêlos trálálá... ops este não é!!!!
    Com ou sem pêlos, a masculinidade, virilidade vê-se por aí? Ah! não sabia! lol!
    beijos "Sôr" Zorze

    ResponderEliminar
  13. Coa breca, o post não é sobre pêlos, pá-féldrix-ó-tutano!!!

    ResponderEliminar
  14. Má sorte ter lido este post exactamente dez minutos antes de ir almoçar... feijoada!

    ResponderEliminar
  15. pronto, pronto... já passou tá bem?
    A sensibilidade vista assim através da carne está patente nos seus "nérvos"
    Féldrix é lindo!!! :)

    ResponderEliminar
  16. Sou: Ou me tratas com dignidade e amor ou nunca mais te desejo os parabéns no dia certo!!!

    ResponderEliminar
  17. lol... por quem sois??? Hum??? Dignidade e amor fosse eu...
    Adoro-te gajo! lol!

    ResponderEliminar
  18. Zorze: não deixaste a tua opinião no meu blog, como me disseste! ok... tudo bem! tu é que sabes! SP

    ResponderEliminar
  19. Quem te adora sou eu, embora saiba que tu tenhas uma admiração enorme por esta criatura maravilhosa que SOU eu (topaste o trocadilho? Cum caralho, pá, sou mesmo bom!!!)*

    ResponderEliminar
  20. Deixei um comment no post da Natália, migo! Onde era suposto deixar? Abraço!!!

    ResponderEliminar
  21. Tens a certeza?? Não recebi!!! Abraço

    ResponderEliminar
  22. Z, grande tema este.Deves ter estado toda a noite a pensar nesta temática.Domingo vais todo fodido de Lisboa(nunca pensei dizer isto...).

    ResponderEliminar
  23. Lol, deves estar a brinca, T! Até retalhamos aquela carninha toda!

    ResponderEliminar
  24. SP: Tens a cena da moderação activa, deve ser por isso... vou ver...

    ResponderEliminar
  25. Pois é Zorze vinha eu aqui toda satisfeita, regressada desta longa ausência, preparada para deixar um comentário meio pró tola / meio pró armada em esperta, que é uma técnica que tenho vindo a desenvolver, pois estou firmemente convicta que todas as palavras são inuteis e quanto mais inuteis mais eu gosto delas, e, eis se não quando me deparo com uma sequência de comentários que me deixaram perdida e visto não ter ainda conseguido encontar-me digo apenas:
    Então viva a Pele!
    Que a carne acabe por amolecer mas antes deja servida, degustada e devidamente apreciada...
    Pronto lá consegui escrever à brava e não dizer nada.
    São ou não são tão maravilhosamente inuteis as palavras?

    Isabel

    ResponderEliminar
  26. ISABEL:

    "São ou não são tão maravilhosamente inuteis as palavras?"

    Boa ideia para um post referendário!

    ***

    ResponderEliminar
  27. Meu amigo Z ainda não te contei mas tive um dos raros orgasmos viniculas este fim de semana. Podes ficar descansado que eu ainda tenho duas garrafitas dessa pomada (HERDADE DOS GROUS 2006-TINTO ).

    ResponderEliminar
  28. Tu guarda-me isso, pela tua saúde, amigo!!! Eu ajudo a degustar essa preciosidade!

    ResponderEliminar
  29. 29 comentários à conta dos pêlos?

    Cum caraças...

    ResponderEliminar
  30. lolada... amanhã falo sobre unhas!

    ResponderEliminar
  31. Bom dia! E depois ainda dizem que não gostam de pêlos ou que não estão em moda!!! Heheheeeee... Ninguém lhes fica indiferente. Se quiserem podem deixar, agora, comnetários no meu blog sitio peludo. Avancem... risos. Obrigado! SP

    ResponderEliminar
  32. Eu gosto de um pouco de pêlos.
    Um pouco.
    Não uma coisa ao estilo da Sr.ª do Último Tango em Paris.
    Um pequeno Bigode de Hitler, uma moicanazita, ou mesmo apenas e tão somente uma aparadela, a bastante para evitar que encaracole.
    Se forem aloirados, têm alguma tolerância.
    Se forem MESMO loiros, meu deus, pode ser uma vasta e farta cabeleira, com alguns trapezistas até ao umbigo, até!!!
    Não há como resistir.
    É isso e uma cueca de algodão a cheirar a Tide com Sabão Amarelo, quando nos aproximamos em demorada abordagem por uma barriga onde, lá está, se içam alguns pêlos, revelados à contraluz num aplauso dos sentidos, um arrepio da antecipação de um orgasmo que pouco mais demora que uma língua, entumescida, quente, lânguida e decidida, entre rosas e púrpuras.

    Henry Miller... eat your guts out!

    PS - Pêlo nunca fez boqueira!

    ResponderEliminar
  33. não são poucas as vezes que nos meus passeios blogosferianos penso que certos coments deviam ser elevados a posts! (tenho escrito)

    ResponderEliminar
  34. Amigo, se eu fosse o Rocco não precisava de me dotar de outros argumentos ou versar noutros departamentos...

    ...faz-se o que se pode pela vida, é o que é!

    O melhor agridoce deste mundo não reside no Chinês da Av. da República... e a ASAE nada pode!

    ResponderEliminar
  35. Maravilhas do sexo oral aparte, está por explicar porque é que, tendo tu desde há uma semana umas fotos tão mas tão boas lá prós lados da rua de São Paulo, porque é que tens no teu template esta espécie de Polaroid com ar de quem a esfregou no chão!!!

    ResponderEliminar
  36. A maravilhosa função agridoce que recheia o crepe chinês...

    ResponderEliminar
  37. Não convém o pessoal saber que eu tenho algum estilo!

    ResponderEliminar
  38. que imagem pungente!
    que festival de comentários!
    e que coisa! desaguaram nas águas de cá, do atlântico, alcançando até tony ramos!
    oooohhhh!

    ResponderEliminar
  39. este post falava de?

    vou as compras, e fazer figura de tola, se me aparece algum peludo pela frente!
    bom dia!

    ResponderEliminar
  40. abraços peludos... bom dia.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Die Liebesbriefe einer portugiesischen Nonne

Gosto mesmo deste registo de mamas!

Tinha, talvez, cinco anos quando vi a Ana Zanatti e as suas amigas freiras em cenas lesbianas e, naturalmente, vem daí o despertar precoce da minha libido.

Só consegui a capa do filme em Inglês. Sorry...

Rapsódia contemporal-conceptual - OU - Ya, Zé

Onde é que se liga aqui este megafone?... Ouçam: artigos pequenos e outros um pouco maiores com mais de 80% de mínima importância. O tapete, o cristal, os dourados. Ai, como são lindos os dourados! Os saldos! Ui, dEUS meu, já começaram? Pretexto. Vamos já, vamos já! Quero ver essa selectividade minimalista dos espaços decorados sem nada. Os dias da reinvenção. Presunção. Sei mais do que tu! Eu sim, sou especial. Antena e o tempo. Vem de onde? Massamá! E o que nos traz hoje? Venho cantar Celine Dion em português. Escolha ousada. E porquê a Celine? Ai, é simplesmente linda: sempre foi! Dias de festejo. Kizombada depois da lambada lambuzada ao seu tempo. 2 tempos. 4 tempos. Motores potentes. A tecnologia gritante. Si, cariñoooooo! Iphones, S8's, S9's, 5 Mini S´s. Fodeu! É assim que se diz? Depende do que queres dizer!? Quem? A mulher, o patrão, o empregado, a amante turbinada, o senhor do banco? Tenho certezas, tenho opiniões. Como diziam os outros, já sei namorar e beijar de bo…

Como pode um homem sem escrúpulos fornicar a sua amiga lésbica?

Embriagados e fumados, dois amigos estendidos no chão da cozinha. . .

Amiga: Qual é o meu problema em gostar de gajas?
Amigo: O problema é que se não fosses lésbica já teríamos um programa melhor do que ficarmos a arrefecer no chão.
Amiga: Não te preocupes. Posso sempre dar-te um xi-coração.
Amigo: Olha, já cheiraste este lenço?
Amiga: O que tem?
Amigo: Cheira!
Amiga: Está bem. Humm… bah, cheira a… a… a… hospital…
Amigo: Diz antes a sonorífero!