terça-feira

O meu cão fala inglês - OU - O maravilhoso mundo dos cães ou nem por isso...

Ao invés de "Vamos à rua?", prefiro um "Let's go for a walk?". Curiosamente, ela abana a cauda naquela habitual demência canina de ansiedade como, de facto, percebesse inglês. Depois, nada de a tranquilizar com um “Tem calma”. Uso, sim (!), um “Relax babe, take it easy”. Ela continua a abanar-se e não perde a pica até chegar à rua. Aliás, aumenta-a quando vê o labrador ou o grandanois lá do bairro, os amigos das lambidelas na xoxota. Parece que a ouço dizer “Oh yes, you animals. I love this doggy style conversation”

5 comentários:

  1. Há que tratar bem os nossos animais, e o teu método é exemplar e pelo menos a tua canina, n te dá o desgosto que o meu canino me deu.

    Passa no meu blog e vê.

    Vou tentar o inglês, pode ser q ele se sinta insultado e perceba q está a ser "sudomizado à bruta" pelos restantes amiguinhos!!! LOL

    Beijokas

    ResponderEliminar
  2. Porra até já os cães tm de saber mais de um lingua como isto vai????

    ResponderEliminar
  3. tu questionas a tua cadela se quer ir à rua?1?!?!? Ora aí está um dono disciplinado... tenho ideia que os pobres animais têm quase que trepar pelas paredes para que os donos se dignem a encaminha-los nos seus passeios basicamente fisiológicos...

    ResponderEliminar
  4. Tás a ver, jagunço? Isto sim, é um post! Nada denunciador de uma certa demência que afasta de ti todo o mulherio com todos os dentes e sem cáries, é denunciador de um humor inteligente, assaz Pythoniano ou The Firmiano, talvez até The Family Guyiano. Assim, um gajo acaba por pensar que tu és bem disposto e não andas a querer degolar meia estação de metro, ainda que, entre nós, saibamos que sim!

    ResponderEliminar