terça-feira

Ele e as nossas 4 Estações.

Ele, ou nós, caiu desamparado nas folhas de Outono e o escudo da outra galáxia quebrou como um vidro. Ele, ou quem julgávamos ser dotado de poderes especiais, foi envenenado com o frio seco do Inverno e perdeu o esmifre da voz. Ele, a quem demos tanto, morreu de mal crónico e apaixonado pelo debutar da Primavera. Ele, onde corria o sangue mais brilhante que a nossa vontade de viver, verteu um última lágrima candente como o sol de Verão.

3 comentários: