segunda-feira

O minha breve passagem pelo estudo jazzístico e respectiva reprodução horripilante enquanto executante levou-me a admirar ainda mais alguns músicos de relevo: dos fundadores do Bebop, Charlie Parker e Dizzy Gillespie, registo que iria incutir-se no espírito Kerouacquiano, à loucura ternurenta de Thelionous Monk ou mesmo à supersónica coordenação motora de Art Blakey, todos eles me despertaram o swing. Apesar de ser apenas um espectador e conhecedor leigo desta vertente, sempre tive a lucidez de saber apreciar os músicos contemporâneos mais próximos da mainstream. E assim não tenho qualquer receio ou dúvida em afirmar:

"Uma coisa são os "Bublés" e as "Kralls" que, admitamos, são relativamente interessantes, mas depois há isto. Música feita por um 'puto' todo ele a transpirar bom gosto e imprevisibilidade"

AQUI Playing Jeff Buckley AQUI Playing Rihanna AQUI Playing Radiohead

3 comentários:

  1. É EXCELENTE! Gosto mt dele, ou não fosse ele britânico :-))))
    Freaky

    ResponderEliminar
  2. Gostei da sugestão! :)

    ResponderEliminar
  3. saludos desde mi nuevo blog!
    *y*

    ResponderEliminar