terça-feira

O maravilhoso mundo do atordoamento alcoólico.

"(…) Bon voyage mon grand ami! Une grande année pour vous!” ou qualquer coisa assim do género. Mas há mais pérolas do meu vizinho alcoólotra aquando das chegadas tardias ao meu poleiro. "Este Mercedes é do caralho, foda-se, motores que nunca mais terminam, ó caralho, fooooda-se!". "Ui, c'um caralho", penso: o gajo está todo fodido outra vez! Do último encontro vale-me uma boa trincadeira alentejana, é certo... A garrafa foi uma bela oferenda depois de provas sucessivas de uísque velho na sua casa - afinal, essa é, como referiu, a sua principal especialidade! "Oh mon grand ami, maintenant je vais vous montrer ces armes venus d'Afrique". "Oh foda-se", como que em dom de adivinho, "este gajo vai dar-me um balásio e eu vou deixar de ver o meu mundo sóbrio". Ainda por cima vai matar-me em francês e podre de bêbado... Mas não. Segui-se apenas um "bom, vizinho, vou mesmo ter que abalar...".

"Oh mon grand ami, maintenant je vais vous montrer ces armes venus d'Afrique"

Sem comentários:

Enviar um comentário